Bruce Weinstein é conhecido como “O cara da ética”. Os seus livros e seminários desafiam as pessoas a fazer escolhas baseadas em princípios e não na conveniência ou em interesse próprio. Em suas palestras, muitas vezes ele pergunta aos participantes: “Por que devemos ser éticos?” E afirma que a maioria das respostas está centralizada nos benefícios da honestidade e da moral — para evitar punição e ter a consciência limpa. Embora reconheça que há benefícios a longo prazo, Weinstein enfatiza a atitude correta, pois isto é a coisa certa a ser feita.

O Salmo 15 dá uma ilustração vívida da pessoa cuja conduta emerge da comunhão com o Deus vivo. A pergunta: “Quem, Senhor, habitará no teu tabernáculo?…” (v.1) encontra sua resposta em exemplos da vida diária: “O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração, fala a verdade” (v.2). Ele segue adiante, descrevendo relacionamentos honestos com vizinhos e amigos (vv.3,4), junto a integridade nos negócios e questões financeiras (v.5). O salmo termina com estas palavras: “…Quem deste modo procede não será jamais abalado” (v.5).

Viver com ética é mais do que um conceito discutido em seminários. É um meio poderoso de demonstrar a presença de Cristo em nossa vida. Fazer o que é correto sempre é a coisa certa a ser feita.